15 de fevereiro de 2015

Resenha do Filme ''De porta em porta''

Direção de Steven Schachter. 2002. EUA. 91 min. Drama. Autores William H. Macy, Helen Mirren.

Um filme baseado em fatos sobre a vida de um homem, Bill Porter, que adquiriu paralisia cerebral durante o seu parto, por isso tem pequenas limitações em alguns movimentos articulares, porém o seu desenvolvimento intelectual não foi atingido pela incidência.

Bill Porter é um jovem senhor que mora, ainda, com a sua querida mãe que o estimula a viver em plenitude a todo instante que ela está presente, ou não.

Cena do Filme muito emocionante.

A procurar a sua primeira oportunidade de emprego, Bill, enfrenta uma sociedade discriminadora que o subjuga incapaz para o desenvolvimento de qualquer trabalho. Mas,  logo, se prontifica a ser vendedor de produtos de limpeza numa empresa, cuja a vaga de trabalho ninguém se interessaria. O dono da empresa o subestima quanto a sua capacidade física, mas Porter não desiste  e consegue convencê-lo. E batendo de porta em porta ele oferece os produtos e de cara enfrenta os preconceitos, discriminação,  a invisibilidade, e o sentimento de coitadismo das pessoas para com ele. Bill consegue a sua primeira venda com o lucro de apenas 4 dólares e fica muito honrado com o seu trabalho.

Bill Porter é um homem forte, observador, simpático, bem-humorado, perceptivo (ele sabia o que a pessoa precisava),  as vezes orgulhoso, não se abate com os nãos que recebia. Ele é desprendido de rótulos, assume a sua condição, é consciente de suas limitações, aceita e pede ajuda, mas não permite ser tratado como uma vítima por causa de suas limitações. Assume todas as posições que compete a suas possibilidades e a sua mãe não o poupa de seu potencial. Porter se torna um vendedor compulsivo, faz acontecer as vendas até nos momentos ''inapropriados''. Se torna o melhor funcionário em vendas do ano na empresa.

Cena do filme em que Bill está a receber o prêmio de melhor vendedor do ano.

Vendedor bem sucedido Porter contrata uma assistente para auxiliá-lo na organização de documentos. Shellie é muito prestativa e ajuda Bill além de suas funções como secretária, e não demora muito, se tornam amigos.

''De porta em porta'' mostra o quanto é importante estabelecer objetivos, manter a paciência e persistir diante as adversidades e transformações que todos nós encontramos no percorrer de nossa caminhada. Bill Porter foi marcado por essas qualidades, na qual a sua deficiência física e dificuldades motoras não se sobreporiam ao seu sonho de independência econômica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário